Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

sexta-feira, 15 de julho de 2011

MANIFESTANTES EXIGEM SOLUÇÃO PARA O CEMEPI

Os trabalhadores do Centro Médico Pediátrico de Itabuna, que estão com os salários atrasados há três meses organizaram uma caminhada pela Avenida do Cinquentenário, exigindo mais verbas para instituição que está atendendo apenas casos de urgência e emergência e na iminência de fechamento.

A manifestação contou com a participação da CTB, Lyons Club e de políticos da cidade que fizeram coro exigindo providencias por parte dos Vereadores, Deputados, Prefeito e Secretário de Saúde do estado no sentido de buscar uma solução que garanta a permanência do funcionamento do CEMEPI.

Segundo os administradores da clínica são atendidas cerca de 5 mil crianças, sendo que 98% dos atendimentos são pelo SUS e recebem apenas 55 mil reais por remuneração. A primeira vista a chave do problema está na baixa remuneração da tabela SUS que é um deficiência estrutural. Contudo, cabe um estudo mais profundo da situação, uma vez que o Centro Médico está em funcionamento há 43 anos. Segundo o Presidente do Sindicato dos Bancários de Itabuna Jorge Barbosa; “Urge a necessidade de uma reestruturação profunda na saúde em nosso país, não são novas as denúncias de falta de verbas, corrupção e desmandos na gestão do Sistema Único de Saúde. Em nossa cidade a saúde está em crise há um bom tempo, tanto é que o município perdeu a gestão da média e alta complexidade desde 2007, por falta de pagamento aos fornecedores, até a baixa complexidade funciona mal e agora correm o risco de fechar o CEMEPI e a Maternidade Ester Gomes”.

É preciso exigir a manutenção e ampliação das atuais instituições de saúde, mas ao mesmo tempo devemos ser austeros no trato com o dinheiro público, cobrando transparência e zelo dos administradores. Por outro lado não é com a terceirização da administração clínica e hospitalar que resolveremos os graves problemas da saúde em Itabuna na Bahia e no Brasil.

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

CURSOS DE ITALIANO AGORA NO IED

IED e a Accademia de Língua Italiana Assisi


O IED (Istituto Europeo Di Design), uma faculdade européia com tradição e excelência em seus cursos, agora possui parceria com a Accademia Italiana de Assisi (ALIA), considerada uma das melhores do mundo.

A ALIA ministrará curso de extensão na língua Italiana no IED. Curso este, que possue um método moderno e de fácil aprendizado, com a utilização de um dos melhores textos publicados até agora.

Com duração de 40 horas, o aluno recebe uma dupla certificação; um certificado de extensão, que atende a legislação brasileira em vigor e outro pela Accademia Língua Italiana Assisi, mediante a um exame específico.

Além disso, o estudante que se interessar poderá cursar módulos internacionais optativos e independentes nas áreas de Gastronomia, Ciências Jurídicas, Design, Moda, Arquitetura e Engenharia.

As aulas terão inicio em outubro com turmas de nível básico ao avançado.

As Inscrições serão realizadas no próprio Campus IED de São Paulo. Endereço: Rua Maranhão, 617 – Higienópolis

Mais informações pelo telefone: 3660-8000 ou acesse o site ied.edu.

Racismo não é opinião, é reato.

Concordo que a vida na Italia não está fácil para estrangeiros, tendo ou não a cidadania. Certo que mesmo cidadãos continuamos a ser estrangeiros assim como no Brasil consideramos os de qualquer nacionalidade, mesmo tendo cidadania brasileira, estrangeiros. Até aí nada de diferente.

Mas concordo também que está dificil para os italianos natos aqui. Tenho visto muitos italianos vivendo uma insegurança brutal pois somente encontram empregos a tempo determinado, não sabendo se no proximo semestre/ano poderão ter dinheiro para alimentar e educar os filhos, mas vejo também estrangeiros muito bem preparadas encontrarem emprego, e terem oportunidades, mesmo não sendo italianos nascidas na Italia ou sendo estrangeiros extracomunitários.

Eu temos amigos italianos, que me acolheram tão bem como os brasileiros acolhem estrangeiros. Mas tudo é uma questão de perspectiva pessoal. Nunca fui discriminada até antes de ontem e me considero sortuda por isso.

Moro aqui há tres anos e sempre fui tratada muitissimo bem. A proprietaria do apartamento me traz verduras, frutas, ovos cultivados no seu quintal. A minha amiga também, outra amiga idem. Quando precisei de ajuda tive vários braços e mãos para me acolher, quando fui comprar um carro me ofereceram para me emprestarem dinheiro (que felizmente não precisei), e tive tantas demonstrações de amizade e carinho, que me comoveram muitas vezes. E teria muito mais a dizer da gentileza e consideração que eu e minhas filhas temos tido por parte de tantos italianos que são hoje amigos. E se não tenho mais amigos italianos é porque eu não tenho estado disponível para isso.

Mas na terça-feira, 29 de setembro, em torno do meio dia, passeando com a milha filha e as cachorras, (nunca deixo o cocô de nenhuma na rua, nem no Brasil e nem aqui), senti na pele pela primeira vez o que é ser estrangeira na Italia. O que vou contar não generalizo, creio que haja mesmo um sentimento fascista que ainda mobiliza algumas pessoas, mas no geral a minha experiência tem sido positiva.

Pois estava eu andando no centro histórico e a cachorra que eu estava conduzindo parou para um básico xixi. Se fosse algo mais sólido eu recolheria como sempre faço, mas um liquido escorrendo nas pedras da rua fica difícil. É aí que a situação ficou complicada. Um senhor baixo e calvo, de olhos azuis, não belos quanto os do meu avô e nem da minha irmã e nem do meu sobrinho e nem da minha filha, avançou esbravejando que não podiamos, (pois a minha fiha estava com a outra cachorra) , passear na frente do seu estabelecimento. Esse estabelecimento fica no numero 25 da Piazza Degli Scachi in Marostica.

Argumentamos que o passeio era publico, o referido individuo virou-se para mim e disse”vá levar o seu cão para fazer as necessidades no seu país”. Dizendo, esse país é tão meu como seu, e eu sou tão italiana como vc, com os meus dedos peguei o braço do %$¨&***-, que dizia que iria chamar o vigile, e eu? Pois chame o vigile. Estou aqui. Quando se deu conta que eramos italianas, o cara se trancou dentro da loja, e eu fora esperando ele chamar o vigile.. Mas não o fez.

Como além de fascista o individuo é covarde fui eu mesmo ao vigile que naquela hora – era quase 13 hs - estava fechado.mesmo assim toquei a campainha e veio o vigile e depois de eu explicar, entre prantos o que tinha acontecido, quando a adrenalina volta ao normal fico meio anestesiada e vulnerável. Meu italiano dá pro básico, mas quando fico nervosa não consigo nem falar em portugues e muito menos em italiano. Mas ele foi compreensivo e disse q eu tinha q ir ao Carabinieri. Pois fui ao Carabinieri que como vcs imaginam estava fechado. Volte às 16:30 me disseram.

Bom, depois de tomar calmante e ficar arrasada, não fui ,e nem hoje. Realmente fiquei acabada. Mas vou levar isso pra frente, vou ao carabiniere fazer a queixa e depois vou ao juiz. Esse %$¨&***- nunca mais vai fazer o que fez comigo com nenhum estrangeiro, tendo ou não a cidadania italiana.Sendo branco, preto ou azul.

O artigo 3º da Constituição Italiana diz “Todos os cidadãos têm a mesma dignidade social e são iguais perante a lei......E por cidadãos se entendem também aqueles estrangeiros que se encontram no nosso Pais”

Portanto, o razzismo não é uma opinião , é um reato.

Segundo a lei 654 de 1975 quem difunde de qualquer modo ideia fundada sobre superioridade ou ódio racial ou etnico, incita a cometer ou comete ato de discriminação por motivos raciais, etnicos, nnacionais ou religiosos,é punido com a reclusão até tres anos.

Enquanto sofrermos calados atos como esse, seja no Brasil, na Italia, na Conchinchina e ficarmos quietos, outros continuarão a sofrer a mesma coisa. O medo é o combustivel para esse tipo de atitude. Eu não vou ficar calada. Tem alguem que sofreu constrangimento desse tipo e ficou calada por medo?

Resgate das Origens

Cidade italiana proíbe saia curta e roupa decotada

O governo da cidade italiana de Castellammare di Stabia aprovou na noite de segunda-feira (25) um conjunto de novas normas policiais que prevê multa para uso de roupa "indecente", entre outros comportamentos considerados ofensivos "à decência e à moral", de acordo com a imprensa italiana.

A nova lei, proposta pelo governo conservador do prefeito Luigi Bobbio, foi aprovada no Conselho Municipal por 17 votos a favor e 9 contra. A medida causou polêmica na pequena cidade, que é localizada próximo a Nápoles, na região central do país, e é banhada pelo mar Mediterrâneo.

As 41 normas do regulamento policial indicam que é crime jogar bola na rua, xingar ou proferir frases ofensivas em lugares públicos, permanecer em local público com torso nu, tomar sol com trajes de banho nas praças e parques ou sair às ruas com saias curtas ou decotes exagerados, entre outros crimes. As multas vão de 25 a 500 euros (cerca de R$ 60 a R$ 1.200).

A lei colocou a cidade em destaque em vários portais de notícia nos últimos dias, entre os quais o site da rede britânica BBC, o que motivou um dos comentários do prefeito.

"É bom e me orgulho de que, desde que sou prefeito, a cidade deixou de aparecer nos jornais com casos de crime, como o assassinato de um conselheiro há dois anos e os casos de infiltração da [máfia] Camorra. O fato de que Castellammare esteja no site da BBC por causa da minha proposta de vetar as roupas extremamente curtas é uma coisa normal. Estamos indo na direção certa", comentou Bobbio.

*Com informações de "Il Gazzettino Vesuvio", "Il Mattino" e "La Repubblica"

terça-feira, 29 de junho de 2010

LULA E BERLUSCONI SE REÚNEM PARA TRATAR DE TEMAS ESTRATÉGICOS

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva irá discutir temas bilaterais e assuntos estratégicos durante o encontro que terá essa manhã com o primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi, em São Paulo.

Os dois manterão um encontro privado por volta das 11h locais, na sede da Federação das Indústrias dos Estado de São Paulo (Fiesp), na Avenida Paulista. No local também ocorre o seminário "Brasil - Itália: Novas Parcerias Estratégicas", que reúne especialistas e expoentes dos dois países.

Berlusconi chegou ontem ao país para uma visita oficial de dois dias e já se reuniu com empreendedores, sendo que ele está acompanhado por uma delegação de cerca de 60 empresários.

Segundo o primeiro-ministro, o objetivo de sua viagem é dar "apoio concreto" às empresas interessadas em investir no Brasil -- em 2009, o número de companhias italianas que se estabeleceram aqui passou de 120 para mais de 300.

"Há toda uma série de possibilidades para as empresas [italianas] em todos os setores e, principalmente, na área de infraestrutura", comentou.

Nesse sentido, o chefe de Governo recordou "o importante projeto do trem de alta velocidade entre o Rio e São Paulo", apenas "um dos tantos programas aos quais as companhias italianas podem encontrar um modo de trabalhar no Brasil". "Aqui já temos importantes empresas, como a Telecom e a Fiat".

Ainda discursando para os empreendedores, Berlusconi anunciou que deve "governar por ao menos três anos".

"Sairei [do poder] somente quando eu conseguir fazer o meu país ser um país verdadeiramente democrático", afirmou o premier, que ocupou este cargo entre 1994-1995, 2001-2006 e de 2008 em diante.

(ANSA)

sábado, 26 de junho de 2010

Jogadores Italianos são recebidos com vaias e gritos de "vergonha"


Torcedores compareceram ao aeroporto romano de Fiumicio para protestar

Após a eliminação inesperada na primeira fase da Copa do Mundo da África do Sul, a seleção italiana desembarcou em Roma, na manhã deste sábado, e foi recebida com muitas vaias. Um grupo de torcedores compareceu ao aeroporto e protestou aos gritos de "vergonha". A chegada da delegação na capital aconteceu por volta das 8h (3h de Brasília) e contou com um grande aparato policial.
CAnnavaro itália desembarqueFabio Cannavaro no desembarque da seleção italiana no aeroporto de Roma (Foto: agência Reuters)
Com semblantes sérios e tensos, alguns jogadores deixaram o terminal acompanhados de seguranças. Fabio Cannavaro, capitão da seleção italiana, foi um dos principais alvos dos torcedores. Um dos poucos a falar com a imprensa, Simone Pepe criticou a capa do jornal "il Giornale" de propriedade da família Berlusconi, que estampou 11 caixões azuis em um campo de futebol após a derrota italiana para a Eslováquia por 3 a 2.
- Quem aqui escreve para 'il Giornale'? Não há ninguém. Por terem colocado esses caixões na capa, parece que são coveiros - afirmou ele, que reconheceu a má campanha da seleção na África do Sul.
O atacante Fabio Quagliarella pediu desculpas aos torcedores italianos.
- Pedimos perdão e esperamos que no futuro a Itália esteja mais forte - declarou o jogador.
Globo.com

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Tragédia italiana na África: Azzurra perde para Eslováquia e está fora da Copa


Na Copa de 2006, Itália e França estavam juntas, frente a frente no estádio Olímpico de Berlim para decidir a Copa disputada na Alemanha. Quatro anos depois, as duas seleções com títulos mundiais no currículo estão novamente unidas. Mas com um destino bem diferente: eliminadas na primeira fase do Mundial 2010. Nesta quinta-feira, os italianos, atuais campeões do mundo, foram desclassificados na África do Sul ao perderem por 3 a 2 para a Eslováquia no estádio Ellis Park, em Joanesburgo.
Em 80 anos de história dos Mundiais de futebol, nunca campeão e vice haviam sido eliminados na fase inicial da competição seguinte. E pela primeira vez, a tetracampeã Itália, lanterna do Grupo E, deixa uma Copa sem vencer um jogo sequer (dois empates e uma derrota). A pior campanha de sua vitoriosa história.
Em seu primeiro Mundial como país independente, a Eslováquia avançou para as oitavas de final. Como segunda colocada do Grupo F, com quatro pontos, a equipe vai encarar na próxima segunda-feira o ganhador da chave E, provavelmente a Holanda. Vencedor do Grupo F ao empatar sem gols com a Nova Zelândia, o Paraguai enfrenta na próxima terceira-feira o segundo do Grupo E (os mais cotados são Dinamarca e Japão).
Defesa erra, e Itália sofre gol na etapa inicial
Após indicar que daria uma oportunidade para Pazzini, Marcello Lippi surpreendeu ao manter Iaquinta no time. Além de Gattuso, que já tinha o retorno previso no lugar de Marchisio, outra novidade foi a presença de Di Natale no lugar de Gilardino, que foi mal contra Paraguai e Nova Zelândia.
Escalada no 4-3-3, a Azzurra deu um indício, logo após o pontapé inicial, que iria pressionar  adversário. Depois da equipe dar a saída, Di Natale arriscou de longe, por cima do gol. Aos três, Iaquinta tabelou, mas concluiu mal. Indicativo que seria mostraria falso.
Na Eslováquia, o treinador Vladimir Weiss, que deu um show de irritação com os jornalistas durante o Mundial, abandonando duas coletivas de imprensa, também demonstrou insatisfação com o desempenho do time na partida contra o Paraguai (derrota por 2 a 0). E fez quatro alterações na equipe. Kozak, Salata, Sestak e até seu filho, Weiss, perderam a vaga no time. Zabavnik, Kucka, Stoch e Jendrisek iniciaram a partida.
E foi a equipe estreante em Mundiais que teve a primeira grande chance para marcar. Aos cinco minutos, Vittek ajeitou de cabeça para Hamsik. Livre, quase na marca do pênalti, o jogador do Napoli chutou torto. Mas os lances de perigo na metade inicial do primeiro tempo foram ofuscados pelo número de faltas: 12 em 17 minutos.
Com três atacantes em campo, a Azzurra seguia com problemas sérios na armação de jogadas. E uma saída de bola errada complicou ainda mais a situação da atual campeã mundial. Na entrada da área, De Rossi deu a Jabulani no pé de Kucka, que rapidamente acionou Vittek. O atacante dominou e chutou bem, cruzado, no canto direito. Para desespero de Lippi à beira do campo. E de Buffon (contundido) e Pirlo (ainda sem condições de jogar os 90 minutos), lado a lado no banco de reservas.
Apesar da necessidade de reagir diante do resultado que eliminava a equipe, a Itália não conseguia criar algo de perigoso, se limitando a chutões para frente. E a tão famosa defesa da Azzurra não transmitia segurança. Cannavaro levou amarelo aos 30 e poderia ter levado o segundo quatro minutos depois - e o consequente vermelho -, ao atingir Hamsik por trás. O árbitro inglês Howard Webb prefiriu não expulsar o capitão que ergueu a Taça Fifa em 2006.
Os eslovacos aproveitam os espaços e ameaçavam mais que rivais. E o lance mais perigoso da Itália na etapa inicial foi uma conclusão do zagueiro Srktel contra o seu próprio gol aos 40. A bola passou rente ao travessão. O que não passou rente foi a chuteira de Gattuso, que atingiu em cheio o joelho direito de Strba. Com um corte profundo no local, o meia foi retirado de campo. Mas se negou a deixar o jogo quando Kopunek já estava pronto para entrar.
Os dois últimos lances da etapa foram o retrato do período. Enquanto de um lado, Kucka acertou um belo chute de longa distância, assustando Marchetti (a bola acertou a rede, pelo lado de fora), do outro, Montolivo, até mais próximo da meta, pegou errado, isolando a bola.
Com o empate sem gols entre Paraguai e Nova Zelândia em Polokwane, a Azzurra foi para o intervalo com a lanterna do Grupo F.
Emoção até o último instante
Diante da atuação decepcionante italiana no primeiro tempo, Marcello Lippi fez duas alterações, colocando Maggio no lugar de Criscito para tentar dar mais firmeza à retaguarda e um quarto atacante em campo - Quagliarella - no lugar de Gattuso.
A presença de mais um avante não resolveu o maior problema da equipe: a armação de jogadas. Nos dez primeiros minutos, a equipe só ameaçou com um desvio de cabeça de Iaquinta para fora. A esperança azul entrou em campo aos dez minutos. Após ficar ausente dos dois primeiros jogos por uma lesão na panturrilha, Pirlo entrou em campo. Segundos antes de Di Natale chutar errado, perdendo ótima oportunidade. E em seu primeiro lance, o meia do Milan dominou mal e deixou a bola escapar pela lateral.
Aos 17, a Azzura conseguiu acertar uma bola no gol. Di Natale chutou quase da meia-lua e fez com que o goleiro Mucha deixasse de ser um mero espectador da partida, defendendo o arremate. Mas a grande chance surgiu aos 22. Pepe cruzou da direita e encontrou Quagliarella dentro da área. O atacante dominou no peito e mandou uma bomba. A bola venceu Mucha, mas parou em Srktel, que quase dentro do gol, salvou com o joelho esquerdo. Para desespero de Buffon e Gattuso, que não conseguiam ficar sentados no banco.
O lance incendiou a partida. Os italianos abriram a defesa, buscando o gol salvador. E deixando espaços para os eslovacos. Em um contra-ataque, Stoch invadiu, mas chutou para fora aos 24. Mas quatro minutos, não houve erro. Após cobrança de escanteio, Chiellini afastou de cabeça. A bola voltou para Hamsik, que cruzou rasteiro. Vittek se antecipou ao zagueiro italiano e concluiu entre o goleiro Marchetti e a trave esquerda.
Ao ver a bola na rede, Marcello Lippi virou as costas e foi sentar no banco de reservas, demonstrando claramente a decepção italiana. Mas a confiança voltou aos 36. Quagliarella tabelou com Iaquinta e chutou. Mucha defendeu e o rebote sobrou para Di Natale empurrar para a rede.
Com o empate sem gols da Nova Zelândia com o Paraguai, a Itália precisava de mais uma bola na rede para seguir no Mundial. E chegou a balançá-la aos 40. Di Natale cruzou da esquerda, e Quagliarella completou para o gol. Mas o atacante do Napoli estava centímetros à frente do último defensor.
Quando a tragédia italiana parecia que poderia terminar em alegria, a Eslováquia respondeu. Aos 44, em uma desatenção do sistema defensivo rival, Kopunek recebeu um passe de lateral e encobriu Marchetti.
Mas a história da Azzurra é sempre marcada pelo drama. Aos 47, Quagliarella, com um chute de categoria, encobriu Mucha e diminuiu. Dando nova esperança à equipe. Que terminou o jogo dentro da área adversária. Pepe desperdiçou a derradeira chance aos 50 minutos, completando para fora um cruzamento na área. O último capítulo da tragédia italiana na África.
Globo.com

domingo, 23 de maio de 2010

Passione


Ai está no ar mais uma ocasião para comunidade italiana mostrar sua face apoiada da mais uma novela com fundo italiano. Passione (paixão), come nós Italianos temos para comida, roupa, azzurra, mulher, amor, “Passione per la vita” .

A estreia de Passione marca mais uma investida da teledramaturgia na temática italiana. A nova novela do horário nobre da Globo vai unir a Itália e o Brasil novamente para contar a saga de Totó (Tony Ramos), um italianos que vive na região da Toscana com a família e depois descobre ter sido retirado de sua mãe, a rica Bete Gouveia (Fernanda Montenegro), uma mulher rica e cujo patrimônio financeiro é disputado a tapas pelo filho Saulo (Werner Schunemann) e pela inescrupulosa empregada Clara (Mariana Ximenes), que vai se envolver com Totó de olho na gorda herança.

O fascínio do Brasil pela Itália não vem de hoje. Uma das primeiras novelas a focar sua história no famoso país foi Nino, O Italianinho, que foi ao ar de maio de 1969 até julho de 1970. Produzida pela TV Tupi, foi escrita por Geraldo Vietri e Walter Negrão, e contou com direção de Geraldo Vietri. Na trama, Nino (Juca de Oliveira) é um imigrante italiano que tem um açougue no bairro do Bixiga, em São Paulo. Apaixonado por sua vizinha Natália (Bibi Voguel), que está interessada no rico Renato (Wilson Fragoso), Nino demora a perceber que a meiga e tímida Bianca (Aracy Balabanian) morre de amores por ele.
 
Relembre mais algumas tramas em que o sotaque italiano caminhou lado a lado do brasileiro:

Os Imigrantes (1981)  
Produzida pela Rede Bandeirantes, foi exibida de abril de 1981 a junho de 1982, teve roteiro de Benedito Ruy Barbosa, Wilson Aguiar Filho e Renata Pallottini e direção de Atílio Riccó, Antonio Abujamra, Henrique Martins e Emílio di Biasi. Conta a saga dos imigrantes que ajudaram a construir o Brasil, mostrava essas pessoas deixando seus países de origem em busca de uma vida melhor. Os personagens protagonistas da história são três homens de nacionalidades diferentes, mas homônimos. Destaque para o personagem de Antônio de Sálvio (Herson Capri) como o italiano que quer se casar com a filha de um rico fazendeiro.

A Próxima Vítima (1995) 
Escrita por Sílvio de Abreu com colaboração de Alcides Nogueira e Maria Adelaide Amaral, A Próxima Vítima foi exibida de março a novembro de 1995, tornando-se um dos maiores fenômenos da televisão. O último capítulo parou o Brasil para saber quem era o misterioso assassino Opala preto que aterrorizava os personagens. Com direção de Jorge Fernando, Rogério Gomes e Marcelo Travesso, a novela pode ter dado o pontapé inicial das ligações fictícias Brasil-Itália que viriam a seguir. No epicentro dessa trama de mistério e morte, estavam a rica família Ferreto, italiana, tradicional e conservadora, encabeçada pela rígida Filomena Ferreto (Aracy Balabanian, em atuação impecável), e a famílias Rossi e Mestieri, encabeçadas pelos italianos Ana e Juca, interpretados por Suzana Vieira e Tony Ramos.

O Rei do Gado (1996)  
O Rei do Gado, produzida pela Rede Globo e exibida de junho de 1996 a fevereiro de 1997, também foi escrita por Ruy Barbosa e teve a colaboração de suas filhas Edmara e Edilene Barbosa. Com direção de Carlos Araújo, Emílio di Yoshi e José Luiz Villamarim, teve direção geral e de núcleo de Luiz Fernando Carvalho (o mesmo do belo longa Lavoura Arcaica) para mostrar a saga de amor e ódio que envolvia Bruno Mezenga (Antônio Fagundes), um rico fazendeiro descendente de italianos que se apaixonava por uma sem-terra (Patrícia Pillar) em uma trama repleta de vingança, ódio e amor entre as família Mezenga e Berdinazzi.

Terra Nostra (1999) 
Rei do Gado deu muito certo e, três anos depois, lá estava a Rede Globo com mais uma história italiana. Terra Nostra estreou em setembro de 1999 e terminou em junho de 2000 com roteiro dele, claro: Benedito Ruy Barbosa, novamente com colaboração das filhas Edmara e Edilene. Como diretores, Marcelo Travesso e Carlos Magalhães dividiam a função, que tinha direção geral e de núcleo de Jayme Monjardim para contar a história sofrida e cheia de reviravoltas dos apaixonados Matteo (Thiago Lacerda) e Giuliana (Ana Paula Arósio) que, ao desembarcarem no Brasil, vão passar por fortes adversidades para terem o seu "felizes para sempre" decretado.

Esperança (2002) Com um intervalo ainda menor, dois anos depois a rede Globo estreia Esperança, outra saga italiana, que vai ao ar de junho de 2002 a fevereiro de 2003. Com trama inicialmente escrita por, claro, Benedito Ruy Barbosa, a trama continou a ser desenvolvida por Walcyr Carrasco, Edmara e Edilene Barbosa, e Thelma Guedes. Na direção, Emílio di Biasi e Marcelo Travesso eram coordenados pela direção geral de Luiz Fernando Carvalho e Carlos Araújo, e núcleo do próprio Carvalho. Sem atingir altos índices no Ibope, a novela contava a história de amor dos italianos Toni (Reynaldo Gianecchinni) e Maria (Priscila Fantin) que tentam embarcar para o Brasil, mas Maria é impedida pelo pai e o rapaz promete voltar para buscá-la. Grávida de Toni, ela é forçada a se casar com Martino (José Mayer). No Brasil, Toni é acolhido por uma família e se envolve com a judia Camilli (Ana Paula Arósio). Maria fica viúva, criando um triângulo amoroso com Toni e Camilli.

Poder Paralelo (2009) Televisionada de abril de 2009 a março deste ano, Poder Paralelo da Rede Record foi baseada no livro Honra ou Vendetta, que Silvio Lancellotti escreveu há 18 anos e trata das relações da máfia siciliana e os conflitos do narcotráfico. De autoria de Lauro César Muniz, a novela conta a história de Tony Castellamare (Gabriel Braga Nunes), um brasileiro de origem italiana que é suspeito de ligações com a máfia italiana e vê sua esposa e filhas serem mortas em uma explosão. Ao descobrir que a ordem para matá-lo veio do Brasil, Tony decide vingar-se e se hospeda na casa dos pais, os italianos Don Caló (Gracindo Jr.) e Mamma Freda (Lu Grimaldi).

Fonte: http://www.terra.com.br
http://passione.globo.com

Inter bate Bayern e leva título da Liga dos Campeões, após 45 anos

Com dois gols do argentino, time de José Mourinho faz 2 a 0 sobre o Bayern de Munique de Van Gaal e leva o tricampeonato europeu


Com dois gols do atacante argentino Diego Milito, o Inter de Milão venceu o Bayern de Munique por 2 a 0 neste sábado, no Santiago Bernabéu, e conquistou a Liga dos Campeões da Europa após 45 anos. Foi o terceiro título da equipe italiana, que já havia vencido em 1964 e 1965, em finais contra Real Madrid e Benfica. De quebra, ela conquistou a tríplice coroa na temporada: Campeonato Italiano, Copa da Itália e Liga. A vitória em Madri garante o segundo título europeu ao técnico José Mourinho (que já havia sido campeão pelo Porto, em 2004) e o 12º ao futebol italiano, que se igualou ao espanhol.
A partida começou com muito equilíbrio, com as equipes se estudando. Aos poucos, o Bayern de Munique resolveu se arriscar mais no ataque, e essa nova postura aproximou a equipe alemã do gol de Julio César. As melhores investidas vieram dos pés de Robben. Aos oito minutos, o atacante holandês driblou dois adversários pela ponta direita, entrou na área e cruzou. Olic, pressionado, concluiu para fora.
Clique e confira galeria de fotos da decisão entre Inter de Milão e Bayern
Apenas quatro minutos depois, o time alemão conseguiu outra boa jogada. Altintop recebeu um passe na entrada da área, livrou-se da marcação e bateu com perigo. Acuado, o Inter de Milão se viu obrigado a buscar o ataque também. Porém, não houve sucesso nas tentativas pelo toque de bola. Só foi possível levar perigo com os chutes de longa distância. Em um deles, aos 17 minutos, Sneijder cobrou uma falta da intermediária, a bola desviou em um zagueiro e quase traiu o goleiro alemão Butt, que fez a defesa. No lance seguinte, após um escanteio, em uma disputa na grande área, a bola bateu no braço do lateral Maicon, mas o árbitro não viu irregularidade no lance.

Diego Milito comemora gol na final da liga dos campeões 
Diego Milito comemora um dos seus gols sobre o Bayern na final da Liga (Foto: agência AFP)
Embora o Bayern tivesse mais posse de bola, o Inter de Milão foi mais eficiente. E o resultado disso foi a abertura do placar no Santiago Bernabéu, aos 34 minutos. O goleiro Julio César repôs a bola, que foi parar no campo de ataque. Milito escorou de cabeça para Sneijder e recebeu de volta com açúcar. Mais rápido do que os zagueiros, ele invadiu a área e bateu com categoria na saída de Butt.

A partir do gol, o cenário do confronto mudou. O time italiano ganhou moral e passou a dominar o rival. E, aos 42, quase saiu o segundo gol. Milito encontrou Snjeider, que, livre de marcação na área, bateu em cima de Butt. Assustados, os alemães recuaram para tentar reorganizar a equipe para uma reação. Porém, com pouco tempo para algo de útil, os primeiros 45 minutos terminaram com a vitória parcial do Inter.
Alemães atacam, e Julio César entra em cena


Mourinho vibra com o título da liga dos campeões do 
Internazionale  
Mourinho conquista seu segundo título da Liga dos
Campeões (Foto: agência Getty Images)
Na etapa final, foram necessários 33 segundos para o Bayern provar que estava no jogo. Müller acertou um chute venenoso, e Julio César fez ótima defesa. Mas o time italiano não se assustou com o ímpeto ofensivo do adversário. Aos dois minutos, Butt segurou firme um chute de Sneijder. Após os dez minutos, o jogo esfriou um pouco, e as equipes passaram a lutar pela posse de bola no meio de campo.

Mas os alemães voltaram ao ataque de forma contundente. Foi aí que brilhou a estrela e a competência do goleiro Julio César. Em pelo menos três oportunidades, todas em conclusões de Robben, o brasileiro foi perfeito e evitou o pior para o Internazionale.

Quando os italianos estavam sendo pressionados, brilhou a estrela de outro jogador: Diego Milito. Aos 25 minutos, ele recebeu uma bola no ataque, deu um drible desconcertante em Van Buyten, entrou na área e bateu colocado no canto esquerdo. O gol deu um banho de água fria no Bayern de Munique, que entregou os pontos.

Com a enorme vantagem conquistada, o time italiano usou toda a sua experiência para fazer o tempo passar. O técnico José Mourinho ainda tirou Milito no fim, para que ele pudesse receber as homenagens como o herói do título do Inter de Milão.

Globo.Com

quinta-feira, 20 de maio de 2010

ROMA É A CANDIDATA ITALIANA PARA RECEBER OLIMPÍADAS DE 2020

A comissão de avaliação do Comitê Olímpico Nacional Italiano (Coni) escolheu, por unanimidade, a cidade de Roma como candidata a sede dos Jogos Olímpicos de 2020, em detrimento da outra concorrente, Veneza.

A capital foi eleita com 32,2 pontos sobre 35, enquanto que Veneza obteve 20,1 sobre 35. Com base nos critérios do Comitê Olímpico Internacional (COI), Veneza não alcançaria o parâmetro 6 (calculado em décimos) para superar a cota estabelecida para a escolha do Rio de Janeiro 2016.

Em nenhum dos 11 itens Veneza superou Roma. A pontuação da cidade do norte da Itália no quesito experiência e organização de eventos foi zero, contra dois de Roma. Em impacto dos jogos, as duas cidades tiraram 1,8.

O ministro italiano para as Políticas Europeias, Andrea Ronchi, afirmou em uma nota que "a decisão de candidatar Roma para os Jogos Olimpicos de 2020 representa uma escolha vencedora, a mais lógica no interesse da Itália".

Por sua vez, o presidente da região do Vêneto -- cuja capital é Veneza --, Luca Zaia, comentou a decisão do Coni e afirmou que ela foi considerada "insatisfatória seja no mérito como no método".

"Estamos absolutamente certos de que a proposta de Veneza não foi considerada como merecia e que, ao contrário, poderia ter representado uma novidade séria pela qualidade que expressa. Temos certeza que Veneza, capital universal da beleza, é a melhor embaixadora de todo o nosso país no mundo", acrescentou Zaia.

Em 1960, Roma foi sede dos XVII Jogos Olímpicos. Além da capital italiana, Busan (Coreia do Sul), Monterrey (México), Praga (República Tcheca), São Petersburgo (Rússia) e Budapeste (Hungria) demonstraram interesse no evento.

A escolha da sede dos Jogos Olímpicos de 2020 deve acontecer em 2013.

Portal Itália

Itália: cai o número de passageiros

alitalia 2010INTERNA.jpg Os céus italianos perderam quase um milhão de passageiros em 2009 em relação a 2008, de acordo com o documento anual divulgado pela Entidade Nacional da Aviação Civil (Enac) da Itália.

O relatório da Enac, divulgado nesta quinta-feira (20), destaca que em 2009 viajaram de avião na Itália 132 milhões de passageiros.

 Em uma nota, que ilustra o relatório, a entidade observa que este número se refere a todos os 47 aeroportos abertos ao tráfego comercial com voos de linha.
 
Apesar da diminuição constante, o Enac prevê que haverá 160 milhões de passageiros em 2015 e quase 200 milhões em 2020.
(ANSA) 

Imigrantes: sete em 10 vivem bem na Itália

immigrante may2010.jpg Quase 70% (67,9%) dos imigrantes residentes na Itália vivem bem ou muito bem no país e 80% estão satisfeitos com a cidade onde moram.
 
É o que indica uma pesquisa realizada pelo Instituto GPF sobre uma amostra de 2 mil estrangeiros.

No topo da lista das coisas importantes, o imigrado coloca a segurança afetiva (47,4%) e em segundo o crescimento cultural (36,4%), que é essencial só para 29,5% dos italianos.

Em relação ao consumo, 89% comem macarrão e 90% afirmam ler jornais.

(ANSA)

domingo, 16 de maio de 2010

Candidatas disputam título de Miss Itália-Brasil neste domingo

Final acontece em Curitiba.
Vencedora vai representar o Brasil no Miss Italia Nel Mondo, em junho.

Miss Itália Brasil candidatas 
Vinte e nove musas, com idades entre 16 e 25 anos, disputam, neste domingo (16), o título de Miss Itália-Brasil 2010. A final acontece em Curitiba. A vencedora irá representar o Brasil no concurso internacional Miss Itália Nel Mondo, em junho. A principal exigência do concurso é que as candidatas tenham ascendência italiana de, no máximo, cinco gerações. 
(Foto: Paulo Mendel/Divulgação)

G1

COMISSÃO PARLAMENTAR ITÁLIA-BRASIL: DECLARAÇÃO FINAL SOBRE CIDADANIA

O texto assinado pelos deputados brasileiros e italianos convida as autoridades de ambos os países a assinarem um acordo bilateral para o reconhecimento de documentos e fortalecer a rede consular, em referência à conclusão bem sucedida da Força Tarefa sobre cidadania.

O deputado Fabio Porta, que representa a circunscrição da América do Sul, expressou sua satisfação pela inclusão na declaração final - assinada pelos presidentes e membros da Comissão Parlamentar Itália-Brasil, reunida nesta semana em Brasília - de alguns pontos importantes de interesse primordial para a numerosa comunidade italiana que vive no Brasil.

"Refiro-me em particular - disse o deputado - ao pedido para concluir rapidamente um acordo bilateral sobre a simplificação da legalização de documentos públicos: isso finalmente resolveria muitos problemas e atrasos devidos à não adesão do Brasil ao Tratado Internacional de Haia sobre o reconhecimento de atos administrativos públicos".

"Outra questão de destaque é o pedido de reforçar a rede consular italiana no Brasil, para adequá-la à importância das relações bilaterais e à presença da comunidade italiana no Brasil. Esta solicitação foi complementada ao pedido às autoridades italianas de proceder à conclusão bem sucedida da operação Força-Tarefa para zerar o acúmulo de demandas de cidadania junto aos consulados", acrescentou o deputado do PD (Partido Democrata).

"Importante também é a referência ao reconhecimento dos títulos universitários em ambos os países e o convite para promover e intensificar o intercâmbio de estudantes e professores entre Itália e Brasil", reforçou Porta.

"Estes são apenas alguns dos 13 pontos de uma declaração rica e articulada que incorpora parte do conteúdo da parceria estratégica firmada recentemente entre os dois líderes dos governos italiano e brasileiro em Washington. A novidade e a importância deste acordo é que foi assinado pelos representantes dos Parlamentos dos dois países", conclui o deputado.

(ANSA)

Itália conduz 'batalha' para que Battisti cumpra pena

O chanceler italiano, Franco Frattini, afirmou ontem que o governo de seu país está "conduzindo uma batalha" para que o ex-ativista de esquerda Cesare Battisti "possa finalmente cumprir a pena à qual ele foi sentenciado".

Battisti foi condenado à prisão perpétua pela Justiça italiana por quatro homicídios cometidos na década de 1970.

No Brasil desde 2007, ele recebeu do governo brasileiro o status de refugiado político no último ano. Ainda em 2009, o seu caso foi analisado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que se posicionou a favor da extradição, como requere o Estado italiano.

Na época, o Supremo decidiu ainda será o presidente Luiz Inácio Lula da Silva quem dará o parecer final sobre o destino do ex-integrante do grupo Proletários Armados pelo Comunismo (PAC).
Frattini declarou ainda que os que cometeram crimes "devem ser entregues às autoridades", enfatizando que os "os anos de chumbo ainda estão muito próximos", pois, segundo ele, "aqueles que mataram dão aulas como mestres ou professores, sem pagar as contas com um passado que vê as vítimas do terrorismo pedirem justiça".

O ministro falou sobre o caso de Cesare Battisti nesta quinta-feira durante a premiação Carlo Casalegno, distinção que recorda o repórter do jornal La Stampa, assassinado pelas Brigadas Vermelhas em 1976.
O italiano, por sua vez, aguarda a decisão de Lula no presídio da Papuda, em Brasília.

(ANSA)

Internazionale conquista o Penta Campeonato Italiano

Time chega a ver possibilidade de título escapar por conta da vitória do Roma, mas artilheiro argentino decreta triunfo sobre rebaixado Siena e deflagra festa


milito comemora, siena x inter de milão 
Milito comemora o gol do título (Foto: Reuters)
Não foi fácil como se esperava, longe disso, mas o Inter de Milão derrotou fora de casa neste domingo o rebaixado Siena (1 a 0) e se sagrou campeão italiano pela 18ª vez (a quinta seguida). O argentino Milito, aos 12 minutos do segundo tempo, fez o gol que garantiu o scudetto ao time dos brasileiros Julio César, Maicon, Thiago Motta e Lúcio (o zagueiro ficou no banco de reservas neste jogo).
A conquista interista chegou a ficar ameaçada ao longo da última rodada. O time, que terminou o Italiano com 82 pontos, perderia a taça se empatasse sua partida. Isto porque o Roma, que acabou como vice-campeão (80 pontos), vencia seu jogo diante do Chievo por 2 a 0 (placar final) desde o primeiro tempo, em Verona. Se as duas equipes acabassem com a mesma pontuação, o Roma seria o campeão por levantar vantagem no confronto direto, primeiro critério de desempate.
Inter de Milão pode conquistar a tríplice coroa
Foi a segunda conquista do Inter de Milão na atual temporada. O time foi campeão também da Copa da Itália e tem a chance de completar a trinca no próximo sábado: o time do técnico José Mourinho faz a final da Liga dos Campeões contra o Bayern de Munique, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri.
O primeiro tempo em Siena e em Verona começou como se esperava: os candidatos ao título buscando mais o ataque. O Inter de Milão foi o primeiro a assustar, com Diego Milito, que recebeu lançamento de Balotelli e tocou na saída do goleiro, mas a bola foi caprichosamente para fora.

milito chuta para marcar o gol do título, siena x inter de 
milãoMilito chuta para marcar o gol do título. O goleiro Curci nada pôde fazer desta vez (Foto: Reuters)
Em Verona, o Roma mostrou que estava empolgado e quase abriu o placar aos 22 minutos: Totti recebeu na entrada da área e soltou uma bomba que explodiu no travessão. Em Siena, o Inter "respondeu" de imediato, apenas alguns segundos depois. Milito cabeceou da pequena área e o goleiro Curci fez um milagre para evitar o gol.
Goleiro do Siena se agiganta, e Roma sai na frente do Chievo
O panorama seguiu parecido nos dois estádios: Totti furou embaixo dos paus e desperdiçou para o Roma, enquanto Samuel, de cabeça, obrigou o goleiro Curci, do Siena, a fazer mais uma defesa difícil.
Aos 37 minutos, coube a Balotelli assustar pelo Inter de Milão, em voleio que bateu no travessão. Pouco depois, em Verona, o Roma abriu o marcador. De Rossi lançou para Vucinic, que dominou na entrada da área e soltou a bomba: a bola estufou a rede.
Mourinho mexe no intervalo, e Inter busca o gol do título
Muita festa dos romanistas, que jogavam diante de um Chievo pouco inspirado. O Siena, rival do Inter, apesar de já estar rebaixado mostrou muito mais vibração.

totti, chievo x roma 
Em Verona, o craque Totti, do Roma, é marcado
por Yepes, do Chievo (Foto: Getty Images)
Nos acréscimos da etapa inicial, o Roma ampliou sua vantagem sobre o Chievo: De Rossi, em lindo chute de fora da área, acertou o ângulo e deixou os romanistas confortáveis no marcador.
Buscando mais ofensividade, o técnico José Mourinho mexeu no time do Inter de Milão na volta do intervalo. O volante Thiago Motta deu lugar ao meia-atacante Pandev. A substituição funcionou e o Inter ficou mais perigoso.

Logo no início da etapa final, Maicon penetrou pela direita e fo travado na hora do chute, já dentro da área. Depois, Milito recebeu pelo lado esquerdo e soltou uma bomba que Curci espalmou para escanteio.
Aos 12 minutos, entretanto, veio o gol do alívio. O capitão Zanetti fez grande jogada pelo lado esquerdo, que serviu Milito na área. O artilheiro bateu rasteiro, com o lado externo do pé, e fez a festa da torcida do Inter. Foi o 22º gol de Milito, vice-artilheiro do Italiano (Di Natale, do Udinese, foi o maior goleador, com 29).
Imediatamente após o gol, Mourinho recompôs sua equipe. O treinador sacou o atacante Balotelli e lançou o meia Stankovic. De fato, o Inter não sofreu qualquer susto até o apito final e, no fim, comemorou o penta.

pazzini comemora, sampdoria x napoli 
Pazzini comemora: gol do italiano levou o Sampdoria
à próxima Liga dos Campeões (Foto: Getty Images)
Em Verona, Chievo e Roma fizeram uma etapa final morna, e o jogo acabou mesmo com 2 a 0 para o vice-campeão italiano.

Sampdoria garante última vaga na Liga dos Campeões
Em Gênova, o Sampdoria garantiu a última vaga italiana na Liga dos Campeões ao bater o Napoli por 1 a 0. Pazzini fez o gol da vitória do Samp, que entrou em campo como quarto colocado e manteve a posição após os 90 minutos. O Milan, que no sábado se despediu com vitória por 3 a 0 sobre o Juventus, foi o terceiro colocado no Italiano.

Globo Esporte.com

segunda-feira, 10 de maio de 2010

Antes Tarde do que Nunca! O Carnaval de Veneza




Eu sei, eu sei. O carnaval de Veneza já passou faz tempo, o carnaval do Brasil já passou, e também em todos os outros lugares do mundo.

Ainda assim, achei que seria legal mostrar pra voces algumas fotos desse evento cultural fantástico, que acontece anualmente na Região do Veneto.

Espero que você curta!

Ah, não deixe de deixar a sua opinião nos comentários. ;)



Um elegante casal.


Romântica Veneza.


Turistas e visitantes também se fantasiam. (massa! :)


A habilidade desse artista é fantástica!
Estava tocando uma dessas músicas super aceleradas, tipo Tchaikoviski.
Nada fácil de acompanhar.


As fantasias vão do clássico...



...ao extremamente original.



Vendo esta, dá pra se sentir no século XVIII, não?


A noite vem, e as fantasias ganham novo esplendor.


Veneza é sempre a mesma. Bela, intrigante, plena de gente e de vida.


Se você puder, vale a pena visitar!

Espero que você tenha gostado desse pequeno tour pelo carnaval de Veneza.

Itália detém consórcio de três grupos mafiosos

A polícia italiana antimáfia capturou hoje 67 supostos integrantes de uma quadrilha e desmantelou uma aliança de três organizações criminosas, cujo objetivo era monopolizar os mercados agrícolas do sul da Itália, informaram autoridades.

Durante as ações policiais, os agentes confiscaram lançadores de foguetes e de granadas. Os policiais entraram por sacadas, saltaram cercas que rodeavam as vilas e chegaram aos suspeitos. Um dos detidos havia acabado de descer de um cruzeiro em Nápoles após sua lua de mel, disse a polícia.

A máfia siciliana; a organização criminosa ndrangheta, da região da Calábria; e a Camorra, da zona de Nápoles, haviam deixado de lado suas tradicionais diferenças e firmaram uma aliança para monopolizar a venda, distribuição e transporte de frutas e verduras em todo o centro e o sul da Itália, disse o general Antonio Girone, da polícia especializada.

O centro de operações era um amplo mercado de Fondi, uma localidade entre Roma e Nápoles, descrito como o maior mercado de produtos perecíveis da Europa. A aliança das organizações criminosas preocupa os investigadores "porque como qualquer aliança militar, a quadrilha se fortalece e se torna mais resistente" à lei, disse Girone.

Em alguns casos, os grupos ocultam armas entre as mercadorias agrícolas para movimentá-las pela Itália, disseram os investigadores. O suposto "consórcio" de quadrilhas também prejudicava os bolsos dos consumidores. "Se alguém se perguntava a razão pela qual o preço da fruta subia 20 vezes" do agricultor até o consumidor, a investigação mostrou um motivo", disse Girone.

Ag.Estado

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Tabagismo nas escolas: mais restrições

tabaccoENTREVISTA.jpg A proibição de fumar nas escolas e em suas imediações será total se for aprovada uma emenda a uma norma que regulamenta o consumo do tabaco, que está sendo analisada pela Comissão de Saúde do Senado italiano.
Na prática, isso significa que, além da proibição de fumar dentro do estabelecimento de ensino, nem os alunos nem os professores poderão fazer um pausa para o cigarro nas imediações da escola.

Essa emenda à regra, denominada "Disposições para proteger a saúde e prevenir os danos causados pelo consumo de produtos do tabaco", foi apresentada há dois anos pelo senador do Partido Democrata (PD, o principal da oposição), Ignazio Marino.

A sua análise no Senado, informou a revista especializada "A técnica da escola", inclui também que a emenda se amplie para áreas distintas à escola, como hospitais e imediações.
É provável que a votação na Comissão ocorra nas próximas semanas. Se aprovada, a medida passará pela Câmara dos Deputados.

     Não havendo contratempos, indica a citada revista, a proposta do senador Marino pode se tornar lei já no próximo outono (boreal): assim sendo, no próximo ano letivo, cigarros, cachimbos e charutos serão proibidos nos recreios.

(ANSA)

Economia italiana em recuperação

A recuperação econômica na Itália está se consolidando, ainda que o déficit e a dívida aumentaram e relação as previsões do governo italiano, informou hoje a Comissão Européia em um comunicado sobre as suas previsões econômicas para os países do bloco europeu.

O Produto Interno Bruto (PIB) deve aumentar em 0,8% em 2010 e em 1,4% no próximo ano, diante respectivamente ao 1,1% e ao 2% previstos pelo governo do primeiro-ministro italiano, Silvio Berlusconi.
Segundo as previsões da Comissão Européia o déficit italiano será de 5,3% em 2010 e de 5% em 2011, diante do 5% e 3,9% previsto pela Itália.


Para a Comissão do bloco dos países europeus a dívida italiana em 2010 e em 2011 deve chegar ao 118%, já as previsões do governo de Berlusconi são de 116,9%.


(ANSA)

Mulher com rosto coberto por véu é multada na Itália

Mulher usando o niqab
Outros países europeus vêm adotando
leis contra trajes islâmicos
Uma mulher que foi a uma agência dos correios na Itália com o rosto coberto por um véu foi parada pela polícia e terá de pagar uma multa, informou a agência de notícias AFP.

O caso ocorreu em Novara, no norte do país.
É a primeira vez que a medida é adotada desde a aprovação, na cidade, de uma lei proibindo o uso, em público, de roupas que impeçam a identificação imediata da pessoa.

Um policial disse à AFP que a mulher terá de pagar 500 euros, ou o equivalente a R$ 1.144,00.
A cidade é administrada pelo partido anti-imigração Liga do Norte, que pertence à coalizão do governo nacional do primeiro-ministro Silvio Berlusconi.

Integração
O prefeito de Novara, Massimo Giordano, disse que a lei tem o objetivo de impedir que mulheres se cubram com o véu em público.
"Infelizmente, parece não estar claro para todo mundo que roupas que impedem a identificação da pessoa podem ser toleradas em casa, mas não em lugares públicos, como escolas, ônibus ou correios", disse o prefeito à agência de notícias italiana Ansa.
"Ainda há pessoas que se recusam a entender que nossa comunidade em Novara não aceita e não quer pessoas andando por aí vestindo a burca".

Giordano disse que a lei é "o único instrumento à nossa disposição para impedir um comportamento que torna o processo de integração, já difícil, ainda mais duro".
A mulher, que segundo relatos seria tunisiana, teria ido ao correio na companhia do marido quando foi parada pela polícia.

Quando o marido se recusou a permitir que ela fosse identificada por policiais homens, uma policial feminina foi chamada - disse a AFP.

Normas Rigorosas 

Desde 1975, leis anti-terrorismo na Itália proíbem máscaras ou roupas que impossibilitem a identificação de uma pessoa.
Entretanto, a lei permite exceções por "causa justificada", o que, para algns tribunais, incluiria razões religiosas para o uso do véu, informou a Ansa.
Várias autoridades locais introduziram leis mais rígidas.

Por exemplo, uma proposta da Liga do Norte que está sendo apresentada ao Parlamento italiano neste momento sugere especificamente que véus islâmicos que cobrem a face - como a burca, que cobre todo o rosto, e o niqab, que deixa apenas os olhos descobertos - sejam declarados ilegais.
Medidas semelhantes estão sendo adotadas em outros países europeus.

A Câmara Baixa do Parlamento da Bélgica aprovou, na semana passada, uma lei que proíbe do uso do véu islâmico que cobre o rosto em locais públicos.
A lei ainda precisa ser ratificada pelo Senado, mas, caso entre em vigor, a Bélgica pode se tornar o primeiro país da União Europeia a considerar crime o uso desse tipo de vestimenta.

O governo francês está propondo legislação semelhante e, no fim de semana, um membro alemão do Parlamento Europeu disse que uma proibição deveria ser decretada em toda a Comunidade Européia.

Fonte: BBC Brasil

Itália investe em Roma e quer mais vôos para o Brasil

O Workshop Itália 2010, que aconteceu dia 4 deste, no Circolo Italiano, na capital paulista, trouxe representantes de 18 empresas italianas e obteve 470 confirmações de agências de viagens e operadoras convidadas. O evento é o primeiro promovido pelo Departamento para o Desenvolvimento e a Competitividade do Turismo da Presidência de Conselho de Ministros da Itália - órgão do governo do país - e conta com o apoio da Agência Nacional Italiana de Turismo (Enit) e da Embratur.

O diretor geral do órgão governamental italiano, Roberto Rocca, comentou que um dos objetivos do evento é incrementar o fluxo de turistas brasileiros que viajam à Itália. "Para tanto, o maior foco é a captação de novos voos do Brasil ao nosso país. Hoje os italianos são os primeiros entre os mercados europeus que visitam o Brasil. Com isso, obrigatoriamente há o interesse inverso de receber mais turistas do País", afirmou ele. "Atualmente, temos 14 voos semanais diretos entre os países, número que pretendemos incrementar em breve. Contudo, ainda não há nenhuma previsão concreta", completou.

Rocca destacou ainda a importância do turismo para a Itália. "O turismo representa mais de 10% do PIB italiano. Além disso, o governo está estudando uma maneira de utilizar o setor para combater os efeitos que a crise econômica causou ao país", disse ele.

Ainda de acordo com ele, uma das apostas do governo é a criação de um segundo polo turístico em Roma. "Estamos desenvolvendo um projeto para ampliar os atrativos turísticos de Roma. Para tanto, estão previstos um novo centro para congressos, dois parques temáticos, um novo aquário científico, um novo porto para iates e cruzeiros e um investimento no litoral, entre outras ações", projetou ele.

EMISSIVO E RECEPTIVO
Durante apresentação feita no evento, a representante da Enit no Brasil, Fernanda Morici Longobardo, divulgou que a Itália recebeu 478.562 mil brasileiros em 2008, ou seja, um incremento de 11% em relação a 2007. "Ainda não temos o número de 2009, mas esperamos um novo incremento, porém não tão significativo quanto o obtido em 2008", disse ela.

Ainda de acordo com a executiva, a Itália ficou em segundo lugar em uma pesquisa feita com brasileiros que viajaram à Europa em 2009.

Em contrapartida, o evento contou também com uma apresentação da Embratur, ministrada por Flávia Malkine Araújo, gerente de Turismo de Eventos da entidade, cujo objetivo foi apresentar as ofertas turísticas do País aos operadores italianos. "Recebemos cerca de 266 mil italianos por ano no Brasil, o que representa nosso primeiro público europeu e o terceiro entre os mercados de todo o mundo - ficando atrás de Argentina e Estados Unidos, primeiro e segundo colocados, respectivamente", apontou ela.

Ao ser questionada sobre a disparidade entre o número de brasileiros que viajam à Itália e os italianos que visitam o País, Flávia garante que a diferença não é vista como um problema para a Embratur. "A maior quantidade de brasileiros saindo do País indica um fortalecimento de nossa economia, o que identificamos como algo positivo. Além disso, a grande quantidade de turistas brasileiros na Europa garante a conexão aérea entre os países, o que também é benéfico ao turismo receptivo do País", justificou.

Fonte: Panrotas

segunda-feira, 3 de maio de 2010

CÓDIGO DE BARRAS POLÊMICO

Médicos britânicos renomados pediram uma investigação por suposta propaganda subliminar da Ferrari na Fórmula 1, que incentiva o consumo de tabaco e que contraria as leis, noticiou o jornal britânico The Times.
A solicitação poderia ganhar força e, se prosperar, até forçar uma mudança na estética dos carros no Grande Prêmio da Inglaterra, previsto para 11 de julho, justo no dia da final da Copa do Mundo na África do Sul.

A escuderia italiana tem um código de barras impresso em preto e branco que, associado ao vermelho e branco dos carros e do macacão dos pilotos, evoca e simula o maço de cigarros Marlboro, um de seus anunciantes.

Como descrito pelo jornal britânico The Times, os médicos chegaram a pedir a intervenção do governo para investigar o uso pela equipe de propaganda oculta e porta-vozes da carteira da Saúde do Reino Unido já admitiram que pode tratar-se de uma violação da lei.

As diretrizes da Comunidade Europeia proíbem às empresas do tabaco de patrocinarem eventos desportivos.
No entanto, o polêmico código de barras nos carros também poderia representar uma aposta no futuro, posto que já está em teste com programas de computador a leitura destes símbolos em branco e preto como um logotipo ou legenda.

Em um ano e meio, talvez antes, esses códigos poderiam ser lidos por um computador, um celular de ponta ou um portal eletrônico como a marca do patrocinador, em vez de barras em preto e branco.
Se esta propaganda, ainda em fase de pesquisa vingar, as marcas ou legendas publicitárias - neste caso vinculadas ao tabaco, não seriam vistas nos circuitos de Fórmula 1, mas só nas transmissões de televisão ou nas imagens da Internet, graças a um sofisticado processo de decodificação, estimam os especialistas.

Por estes criticados códigos de barras nos carros da Ferrari, a Marlboro paga cerca de € 100 milhões por ano em contratos de patrocínio.

Italianos.It

NA ITÁLIA É PERMITIDO FUMAR AO VOLANTE

A notícia é boa para os fumantes italianos: eles podem tranquilamente acender um cigarro enquanto estiverem dirigindo.

A Comissão de Obras Públicas do Senado italiano rejeita emenda do partido IDV (Itália dos Valores), que proíbe aos motoristas fumarem quando estiver ao volante.
Cinco senadores votaram a favor da emenda do senador Gianpiero De Toni - que queria introduzir a proibição de fumar dentro do veículo, com multa reforçada na presença de um menor de idade - e 15 contra.

Enquanto isso, se acende o debate sobre o aumento do limite de velocidade a 150 km/h nas rodovias italianas com três faixas. A decisão final deve ser tomada até a semana que vem, com base na conclusão do projeto sobre segurança nas estradas. (ANSA)

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Presidente do Milan chama Leonardo de "teimoso" e confirma saída do técnico

O futuro de Leonardo parece mesmo ser distante do Milan. Silvio Berlusconi, dono do clube italiano, afirmou que o brasileiro está de saída da equipe. Em entrevista ao jornal Corriere dello Sport, o primeiro-ministro italiano chamou o técnico de “teimoso”.

Questionado se Leonardo deixaria o clube, Berlusconi foi direto. “Sim, ele sairá. O novo treinador? As conversas estão em andamento. Leonardo foi muito teimoso. O time jogou mal, mas ele é uma ótima pessoa e treinador”, afirmou o dirigente.

Leonardo assumiu o comando do Milan nesta temporada, em sua primeira experiência como treinador. O brasileiro sofreu várias críticas devido ao desempenho abaixo do esperado da equipe nos primeiros jogos. Aos poucos, o time se recuperou.

No entanto, nesta reta final de temporada, as críticas voltaram à tona com a queda de rendimento da equipe. O Milan somou apenas um ponto nas três últimas rodadas do Campeonato Italiano e, em terceiro lugar, saiu da briga pelo título.

No mês passado, o mesmo diário destacou os problemas de relacionamento entre Leonardo e Berlusconi. O treinador seria um dos principais nomes cotados para assumir o comando da seleção brasileira, no lugar de Dunga, após a Copa do Mundo-2010. Haveria ainda a possibilidade de ele ter um papel importante no Comitê Organizador da Copa-2014 no Brasil.

do Uol Noticias

PRINCIPAIS TENDÊNCIAS EM ÓCULOS PARA MULHERES

Os óculos de sol para mulheres se dividem nesta temporada europeia em três tendências dominantes, muito além das marcas de moda. São os estilos vintage, burlesque e romântico, segundo especialistas da área.

Quando se trata de citar as principais grifes, se destacam desenhos "especiais", como os criados para Madonna por Dolce & Gabbana, ou os "gold" da alemã Mikyta, em formato de gotas gigantes, usados por Sarah Jessica Parker no novo seriado Sex and the city 2.

(ANSA)

BERGAMO PROÍBE MOSTRA SOBRE BEIJOS GAY

Uma exposição fotográfica dedicada aos beijos entre pessoas do mesmo sexo foi desautorizada em Bergamo, onde a Câmara local justificou sua decisão alegando que seu conteúdo era "excessivamente forte". A decisão provocou reações de setores da esquerda.

Intitulada "I Baci Rubati" (Os Beijos Roubados), seria montada no prédio Quadriportico del Sentierone, no centro da cidade, por ocasião do 5º Dia Mundial contra a Homofobia, que se realiza no próximo dia 17 de maio.
A decisão da Câmara foi criticada ontem à noite (26) pelo Conselho Municipal da minoria de centro-esquerda, que apresentou uma pauta do dia urgente - rejeitada pela maioria de centro-direita - visando que a administração local voltasse atrás da decisão.

Sobre o assunto, o prefeito Franco Tentori disse que "a exposição fotográfica era motivo de preocupação. De acordo com o que foi apresentado pelos seus organizadores, achamos que o conteúdo era muito forte. Além disso, montar a mostra na região central da cidade, nos pareceu igualmente inoportuno. O nosso foco foi o respeito à sensibilidade das crianças e dos idosos".
(ANSA)

terça-feira, 27 de abril de 2010

JORNADA DE MOBILIZAÇÃO CONTRA A EXPLORAÇÃO DE MENORES

As máximas autoridades italianas aderiram ao 14º Dia das crianças vítimas de violência, exploração, indiferença e contra a pedofilia, convocada neste domingo (25) pela Associação Meter, fundada pelo padre Fortunato di Noto , que desde meados dos anos 90 se dedica à luta contra a exploração sexual de menores.

O presidente da República italiana, Giorgio Napolitano, em uma mensagem de apoio, disse que esta iniciativa "volta a promover a conscientização dos indivíduos e de toda a comunidade ao valor universal da intangibilidade dos menores e ao imperativo ético da sua tutela".

"O direito das crianças a uma infância tranquila, amorosa e com a atenção e cuidados dos adultos, mesmo antes de ser sancionado por leis e convenções internacionais, é um imperativo moral que exige que todos nós assumamos nossas responsabilidades", disse por sua vez o presidente do Senado, Renato Schifani, em uma mensagem à Associação Meter.

Já o presidente da Câmara dos Deputados, Gianfranco Fini, afirmou que "ultrajar profundamente a sensibilidade das crianças menores é um ato que humilha toda a humanidade".

(ANSA)

Prisões na Calábria por exploração de estrangeiros

A polícia apreendeu empresas agrícolas por um valor de € 10 milhões em Rosarno, na região sul da Calábria, e prendeu 31 pessoas por exploração do trabalho de imigrantes sem documentos.
Entre os detidos, nove foram presos, 21 confinados em suas casas e um submetido a residência forçada. Eles são acusados de criar uma organização para explorar o trabalho de estrangeiros sem visto de permanência.

Estas pessoas trabalhavam entre 12 e 14 horas por dia por um salário inferior a € 20 diários, o que dava grandes lucros a seus exploradores, entre os quais estão alguns estrangeiros presos nesta segunda-feira (26).
Os explorados que se rebelavam eram ameaçados e sofriam represálias.

As investigações sobre os exploradores começaram em janeiro passado, após uma revolta de pessoas sem documentos de Rosarno, que reagiram a uma agressão sangrenta sofrida por dois deles.
A revolta deixou 53 feridos (21 imigrantes, 14 cidadãos italianos e 18 agentes policiais), centenas de carros destruídos, lixo espalhado pelas ruas e muitas casas danificadas.

Após a rebelião, 709 imigrantes foram levados para Centros de Acolhimento longe de Rosarno e outras centenas foram embora por seus próprios meios.

Giuseppe Creazzo, procurador de Palmi responsável pela revolta de Rosarno, disse que o inquérito que levou aos confiscos e prisões de hoje (26) só foi possível graças ao depoimento de 15 imigrantes vítimas das violências ocorridas em janeiro passado.

(ANSA)

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Cidadania da Itália em poucas horas

Um Reino da Itália aonde fazer sua cidadania é fácil e demora só poucas horas.
Sim não é mentira é o Reino da Itália do micronacionalismo em língua portuguesa.

O micronacionalismo é um hobbie sofisticado e viciante. Se você aprecia assuntos de Estado, imagina-se numa tribuna discursando, escrevendo um documento de governo, publicando um jornal, agindo como diplomata, legislador ou magistrado, ou seja, se aprecia o exercício político, de inteligência e cultura, então o micronacionalismo é para você. Muitos dizem que o micromundo não é para todos e, de fato, há alguma dose de razão nisso, haja vista que você deve reservar um tempo mínimo semanal para checar e enviar mensagens.

Não há meio termo na participação micronacional. Assim como na vida real, ou como dizemos, macronacional, a participação ativa do cidadão é vital. No Reino da Itália o prazo máximo de inatividade - considerada como não efetuar login no Portal Nacional - se esgota num prazo máximo de 02 (dois) meses no que após, a cidadania é cassada e o registro no sistema cancelado. Por que isso? Como disse, no micromundo é vital sua participação.

Micronacionalismo não é jogo, nem algum tipo de RPG, é vida real no mundo virtual, um tipo de simulação que faz de uma comunidade na internet um país com leis, governo, instituições, etc. Aqui é o lugar ideal para liberar sua capacidade criativa, aquele talento ao qual nem sempre é possível dar vazão no mundo macronacional.

Realmente uma escola de como fazer certo, na gestão da coisa publica.


Para participar entre em http://www.reinodaitalia.org/ e se divirta.

Itália.Org