Tradutor

English French German Spain Italian Dutch
Russian Portuguese Japanese Korean Arabic Chinese Simplified
By Ferramentas Blog

quinta-feira, 6 de maio de 2010

Itália investe em Roma e quer mais vôos para o Brasil

O Workshop Itália 2010, que aconteceu dia 4 deste, no Circolo Italiano, na capital paulista, trouxe representantes de 18 empresas italianas e obteve 470 confirmações de agências de viagens e operadoras convidadas. O evento é o primeiro promovido pelo Departamento para o Desenvolvimento e a Competitividade do Turismo da Presidência de Conselho de Ministros da Itália - órgão do governo do país - e conta com o apoio da Agência Nacional Italiana de Turismo (Enit) e da Embratur.

O diretor geral do órgão governamental italiano, Roberto Rocca, comentou que um dos objetivos do evento é incrementar o fluxo de turistas brasileiros que viajam à Itália. "Para tanto, o maior foco é a captação de novos voos do Brasil ao nosso país. Hoje os italianos são os primeiros entre os mercados europeus que visitam o Brasil. Com isso, obrigatoriamente há o interesse inverso de receber mais turistas do País", afirmou ele. "Atualmente, temos 14 voos semanais diretos entre os países, número que pretendemos incrementar em breve. Contudo, ainda não há nenhuma previsão concreta", completou.

Rocca destacou ainda a importância do turismo para a Itália. "O turismo representa mais de 10% do PIB italiano. Além disso, o governo está estudando uma maneira de utilizar o setor para combater os efeitos que a crise econômica causou ao país", disse ele.

Ainda de acordo com ele, uma das apostas do governo é a criação de um segundo polo turístico em Roma. "Estamos desenvolvendo um projeto para ampliar os atrativos turísticos de Roma. Para tanto, estão previstos um novo centro para congressos, dois parques temáticos, um novo aquário científico, um novo porto para iates e cruzeiros e um investimento no litoral, entre outras ações", projetou ele.

EMISSIVO E RECEPTIVO
Durante apresentação feita no evento, a representante da Enit no Brasil, Fernanda Morici Longobardo, divulgou que a Itália recebeu 478.562 mil brasileiros em 2008, ou seja, um incremento de 11% em relação a 2007. "Ainda não temos o número de 2009, mas esperamos um novo incremento, porém não tão significativo quanto o obtido em 2008", disse ela.

Ainda de acordo com a executiva, a Itália ficou em segundo lugar em uma pesquisa feita com brasileiros que viajaram à Europa em 2009.

Em contrapartida, o evento contou também com uma apresentação da Embratur, ministrada por Flávia Malkine Araújo, gerente de Turismo de Eventos da entidade, cujo objetivo foi apresentar as ofertas turísticas do País aos operadores italianos. "Recebemos cerca de 266 mil italianos por ano no Brasil, o que representa nosso primeiro público europeu e o terceiro entre os mercados de todo o mundo - ficando atrás de Argentina e Estados Unidos, primeiro e segundo colocados, respectivamente", apontou ela.

Ao ser questionada sobre a disparidade entre o número de brasileiros que viajam à Itália e os italianos que visitam o País, Flávia garante que a diferença não é vista como um problema para a Embratur. "A maior quantidade de brasileiros saindo do País indica um fortalecimento de nossa economia, o que identificamos como algo positivo. Além disso, a grande quantidade de turistas brasileiros na Europa garante a conexão aérea entre os países, o que também é benéfico ao turismo receptivo do País", justificou.

Fonte: Panrotas

Um comentário:

Scher disse...

Que venham mesmo!